Inclusão: Projeto Libras no Museu Prudente de Moraes Notícias

Acessibilidade às pessoas com deficiência auditiva. Este é mais um dos objetivos do Museu Prudente de Moraes que a partir de agora, conta com o projeto “Libras no Museu”. Durante a visitação, haverá conforme necessidade, monitoria e intérprete da Língua Brasileira de Sinais para tornar a história, ainda mais interessante ao público surdo. O museu, além de oferecer acesso a pessoas com deficiência motora, dificuldades de locomoção e ostomizados, conta ainda, com o sistema de áudioguia que possibilita aos visitantes em geral e cegos, conhecerem detalhes históricos de todo o seu acervo.

O projeto Libras possibilitará a inclusão por meio de ações educativas, conhecimento da importância do patrimônio histórico e sua preservação, história da cidade de Piracicaba; do primeiro presidente civil da república brasileira, Prudente de Moraes e informações sobre as exposições temporárias que acontecem no local.

Jovens e crianças surdas, terão ainda, a possibilidade de participar, de acordo com a idade do público visitante, de atividades com os educadores do museu.

Renata Gava, diretora do Museu Prudente de Moraes, explica que a monitoria de libras deve ser agendada. “Solicitamos o agendamento para preparar ações educativas com antecedência, que possibilitem às pessoas com deficiência auditiva, o acompanhamento da história, para seu aprendizado e expansão do conhecimento”. Caso o intérprete esteja no local no momento em que for solicitado por este público, mesmo sem agendamento prévio, receberá a monitoria com a linguagem de sinais.

O museu é um local que não deve apenas atender este público, mas também, atrai-lo a uma viagem na história, conferindo conhecimento aos visitantes”, comenta Rosângela Camolese, secretária da Ação Cultural e Turismo.

Sistema de áudioguia

Implantado em maio de 2018, o sistema de áudioguia possibilita a visitantes em geral e pessoas com deficiência visual, conhecer detalhes históricos de todo o acervo do museu piracicabano, que conta com mais de 12 mil peças e contempla objetos e imobiliários de importantes nomes da cidade, como Prudente de Moraes, Luiz de Queiroz, João Sampaio, Barões de Serra Negra e de Rezende, Sud Menucci, Cobrinha e Fabiano Lozano.

O aparelho (headfone) que diferencia a experiência dos visitantes, oferece informações de acordo com os ambientes da Casa, os objetos, quadros, documentos e fatos com aprofundamentos históricos.

SERVIÇO – Projeto “Libras no Museu”. No Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes (Rua Santo Antonio, 641, Centro). Visitação: terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábados e feriados, das 10h às 14h. Entrada franca. Informações: (19) 3422-3069.

Tags: InclusãoLibrasMuseu Prudente de Moraes

Voltar