Reforma de barracões no Engenho Central Notícias
Barracões 09 e 10

As obras de reforma parcial e adequação da estrutura e rede elétrica dos barracões 09 e 10, do Parque do Engenho Central iniciam amanhã, 14/05. A reforma orçada inicialmente em R$ 157 mil, fechou em R$ 129 mil com a TCS Construções – economia de 17,43% para o município.

Os serviços que serão fiscalizados pela Secretaria Municipal de Obras (Semob) contemplam a recuperação de janelas, banheiro, parte do telhado, rede elétrica e pintura. A previsão para conclusão das obras é de 60 dias.

A reforma será realizada no local onde foi registrado o incêndio que destruiu parte do setor administrativo do Programa Movimentação Cultural e do Centro de Documentação, Cultura e Política Negra (CDCPN), além do espaço onde aconteciam os ensaios da Companhia Estável de Teatro (CETA).

De acordo com a secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, apesar do lamentável incidente, “conseguimos dar a volta por cima e oferecer aos piracicabanos, a reforma de um dos cenários arquitetônicos mais belos da cidade e de todo o Estado de São Paulo”, ressalta.

Parte comprometida pelo incêndio

O incêndio

O incêndio atingiu parte dos barracões 09 e 10 do Parque do Engenho Central, no final de setembro de 2019. No momento, o alarme de incêndio foi acionado, colaborando para chegada do Corpo de Bombeiros e combate do fogo, com o uso da água do caminhão e o reservatório do Engenho. Foram queimados materiais de uso em ações culturais e de escritório, além de alguns figurinos.

Na época, a CETA passou a ocupar uma sala no Teatro Municipal Dr. Losso Netto. Já a direção do CDCPN e Movimentação Cultural passaram a trabalhar em salas dos casarões do Engenho, onde são realizadas as ações do Turismo.

Engenho Central

O Engenho Central é um patrimônio histórico tombado no âmbito municipal pelo Codepac – Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural e também estadual, pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico, e encontra-se em processo de tombamento nacional pelo Iphan – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

O local reúne edificações dos séculos XIX e XX que já abrigaram moendas, caldeiras e armazéns para a produção e estocagem de açúcar e álcool. Nos dias atuais é utilizado como um espaço cultural que recebe festivais, festas, shows, exposições, espetáculos entre outras atividades.

Tags: Engenho CentralIncêndioreforma

Voltar