SemacTur anuncia vencedores do 10º Prêmio Escriba de Contos NotíciasSem categoria

A Secretaria da Ação Cultural e Turismo (SemacTur) e a Biblioteca Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto, anunciam os vencedores do 10º Prêmio Escriba de Contos. O primeiro colocado foi Rafael Zoehler, com o conto Não se pode consertar o pó; o segundo lugar ficou para Oly Cesar Wolf, com Diáspora; e o terceiro, para Marco Antonio Fernandes Arantes, com o conto Olá. O melhor trabalho de Piracicaba, em homenagem a Léo Vaz, foi Arlequinada de Newman Ribeiro Simões.

Os autores dos trabalhos receberão as premiações de R$ 4.000 (1º lugar), R$ 3.000 (2º lugar), 2.000 (3º lugar) e R$ 1.500 (Melhor de Piracicaba). Além dos quatro premiados, sete menções honrosas e nove selecionados compõem a coletânea do concurso, que, em breve, estará disponível para download gratuito no site da Biblioteca.

A comissão julgadora desta edição, responsável pela avaliação e escolha dos contos foi composta por Alexandre Basso (graduado em Letras e pós-graduado em Literatura, possui obras premiadas e selecionadas em concursos literários); André Bueno de Oliveira (escritor, poeta e membro do GOLP – Grupo de Oficina Literária de Piracicaba, CLIP – Centro Literário e Academia de Letras); Carla Ceres (graduada em Letras, é uma das escritoras mais premiadas de Piracicaba em concursos literários); Carmen Pilotto (escritora, membro do GOLP, CLIP e Academia Piracicabana de Letras) e Otacílio Monteiro (jornalista, poeta, criador do Prêmio Cidadão de Poesia, diretor fundador da Sociedade Literária Limeirense, diretor da Associação Cultural dos Artistas e Técnicos de limeira – ACARTE e sócio correspondente da Associação dos escritores de Bragança Paulista).

O Prêmio Escriba acontece anualmente, alternando a cada ano, a realização do Prêmio Escriba de Crônicas, de Contos e o de Poesia. Este concurso cumpre com a missão de valorizar a produção literária e incentivar cada vez mais os escritores, como vimos neste ano, o crescente número de inscritos”, explica a secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese.

O concurso

O 10º Prêmio Escriba de Contos recebeu 1.022 inscrições. Este é o maior número de inscritos registrado na modalidade Contos. Foram representados 26 estados brasileiros. Do exterior, a edição recebeu trabalhos da África do Sul, Alemanha, Angola, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Moçambique e Portugal. Piracicaba participou com 47 inscrições.

Premiados

1º lugar – Não se pode consertar pó

Rafael Zoehler | São Paulo, SP

2º lugar – Diáspora

Oly Cesar Wolf | Campo Largo, PR

3º lugar – Olá

Marco Antonio Fernandes Arantes | Florianópolis, SC

Melhor de Piracicaba (Homenagem a Léo Vaz) – Arlequinada

Newman Ribeiro Simões | Piracicaba, SP

Menções Honrosas

Expedição da véspera – Flávio Santos de Sousa | Volta Redonda, RJ

Belerança – Natanilson Pereira Campos | São Luís, MA

Sustenido – Ana Elisa Ribeiro | Belo Horizonte, MG

História de família – Roberta Stockmanns | Bom Princípio, RS

O tatuador de cicatrizes – Gisela Lopes Peçanha | Niterói, RJ

Lira ctoniana – Emerson Freitas Braga | Fortaleza, CE

História de Tarsila, nascida e nascida – João Augusto Bastos de Mattos | Rio de Janeiro, RJ

Selecionados

Cavalgada metaliterária pelo Pampa Gaúcho – Fernando Ernesto Baggio Di Sopra | Porto Alegre, RS

Conto tirado de um poema – Tiago Raul Feijó Silva | Guaratinguetá, SP

Solilóquio de uma barata ou a doce aprendizagem de amar Clarice – Nadia Junqueira Maciel Ferreira | Cruzília, MG

O diabo tem olhos verdes – Rejane Souza de Oliveira | Rio de Janeiro, RJ

O distúrbio – Óscar Gomes Fernandes | Caniço, Madeira, Portugal

Galinhada – Henriette Effenberger | Bragança Paulista, SP

Nota de rodapé – Sergio Ricardo Laurito Gagliardi | São Paulo, SP

A face santa – Mauro Antônio Madeira Russo | Taubaté, SP

Homem magrino – Marcelo Ribeiro de Souza | Rio de Janeiro, RJ

Tags: concursoContosEscribaPrêmio

Voltar